domingo, 16 de maio de 2010

Salazar - O Rapa Tachos...




Foi inaugurado no dia 13 de Maio, no MoMA de Nova Iorque a exposição “Destination Portugal”, que entre os vários produtos portugueses expostos, dá especial destaque , imagine-se, ao “Salazar”.

O rapa tachos pode não ser um exclusivo português mas duvido que haja no mundo inteiro outro tão bem feito, com o seu cabo de madeira e a espátula de borracha macia.
Este utensílio culinário, cujo objectivo é evitar o desperdício, ganhou estatuto simbólico entre nós, baptizado popularmente com o nome do ditador.

António de Oliveira Salazar, que governou o país durante 40 anos, apregoava a sua pobreza, chegando a afirmar que "um povo que tenha a coragem de ser pobre é um povo invencível". E enquanto a cartilha salazarista usava e abusava na sua propaganda de adjectivos como modesto, humilde, suficiente, singelo, remediado ou poupado, no dia-a-dia crescia o anedótico popular inspirado pela sua lendária avareza.
Nenhum objecto poderia ser mais representativo, da fase que o país atravessa neste momento...

Post inspirado, em: A vida portuguesa


Notícias Relacionadas:
Governo convoca para 4ª feira reunião da concertação social
«Não dei a mão ao Governo, dei a mão ao país»
Passos Coelho: apoio a medidas "para evitar que o país caísse no caos”

5 comentários:

Teófilo Silva disse...

Porque será que os bons políticos são sempre aqueles que já morreram?

Anónimo disse...

Se o país fosse governado por rapa-tachos de borracha e madeira, não estaria pior do que governado por papa-tachos de carne e osso.

Mac Adame disse...

O anónimo das 12:01 não era anónimo, era eu.

polittikus disse...

Infelizmente existem muitos Papa Tachos em Portugal, o que ajuda á festa da desgraça...

polittikus disse...

Infelizmente existem muitos Papa Tachos em Portugal, o que ajuda á festa da desgraça...