terça-feira, 26 de junho de 2012

O pastel de nata à conquista do mundo


A empresa que já tinha planos para internacionalizar o pastel de nata antes de o ministro falar abre primeiro espaço.

Chamaram-lhe Nata Lisboa porque é simples, e porque se consegue dizer facilmente em qualquer língua – a marca que se lançou no franchising do pastel de nata e que pretende exportá-lo para todo o mundo abre hoje a sua primeira unidade em Lisboa, no espaço, com jardim, ligado à galeria Fabrico Infinito e à livraria Babel, no Príncipe Real.

A beBusiness, que tinha este projecto antes de o ministro da Economia, Álvaro Santos Pereira, ter defendido a internacionalização do pastel de nata, apresentou hoje a sua imagem, inspirada em Lisboa...

in: Público

4 comentários:

teardrop disse...

Só posso desejar que tenha muito sucesso e que mais ideias empreendedoras para relaçar a economia surjam!

mfc disse...

Que tenham todo o sucesso... que é bem preciso!

aflores disse...

Até que ia agora um pastelinho.
:))))

Anónimo disse...

O projecto é interessante. Infelizmente conheço o grupo bebusiness e posso assegurar que não é gerido por pessoas de confiança. Têm deixado muitas pessoas em maus lençois.
Nuno Seabra, Teresa Seabra e João Cunha são muito mal formados e trocam todos os sorrisos por algum dinheiro. Utilizam o sistema de franchising e as ideias de outros para fazerem dinheiro no curto prazo e para não correrem grandes riscos. São uns vigaristas.