terça-feira, 3 de maio de 2011

Tascas do Porto


O livro de Raul Simões Pinto, com fotografias de Gabriela Felício e prefácio de Helder Pacheco, intitulado As Tascas do Porto. Estórias e Memórias Servidas à Mesa da Cidade, foi editado em Novembro de 2007 e teve uma segunda edição em Janeiro de 2008. Descobri-o agora.

Se os cafés são espaços mais “educados” e “polidos” de discussão e formação da opinião pública, as tascas (ou tascos, no masculino) podem igualmente sê-lo, talvez numa versão mais rude ou popular (a interpretação é do autor da mensagem; estou aberto a críticas). No prefácio, Helder Pacheco aponta o “operariado das fábricas, do mar e da terra, em cujos bairros os tascos eram instituições obrigatórias”. O mesmo prefaciador indica que os tascos (as tascas) é um mundo masculino fechado, pois, durante muito tempo, as crianças e as mulheres sérias não podiam entrar. E é à noite, continua, que lá se encontram os melhores amigos, com discussões abertas sobre coisas sérias: política, amores, problemas sociais, questões de honra ou de dinheiro. Acrescento eu: e futebol...

7 comentários:

donatien alphonse françois disse...

Não conhecia...embora conheça algumas dessas tascas...

Isa GT disse...

Estou como o donatien... não conhecia o livro, mas se me cheira a um bom petisco sinto-me tão bem num restaurante como numa tasca... e nem preciso do futebol ;)

Bjos

Rogério Pereira disse...

Tascas?
Vão voltar a estar da moda. Menu social: Uma sandes de coisa nenhuma, um pastel de bacalhau e um "penalti" tinto mal aviado, para caber no menor preço ajustado... (estou só meio a brincar...)

aflores disse...

Eu tenho o livro que adorei ler, reler e revisitar alguns dos lugares (e histórias) que já sabia.

Bom LIVRO!

Grande abraço

mfc disse...

Na tasca não há mensagens subliminares.
Há a vida sem enfeites, verdadeira e crua!
E há sentimentos à flor da pele.

Fê-blue bird disse...

Só conheci as tascas alfacinhas que frequentei com o meu pai em menina ;) eram tascas onde me deixavam entrar e onde comia uns bons petiscos.
Velhos tempos :)

Bjos

Oma disse...

Gostei de ver por aqui as 'tascas bem portuesas!! Aqui vai um blog com a mesma inspiração... http://filosofosdetasco.blogspot.com/
No meu, continuo a apresentar tudo o que é nosso! http://560pt.blogspot.com/