domingo, 5 de dezembro de 2010

Branca de Neve


Eu ainda sou do tempo, em que as donas de casa faziam os doces de Natal em casa e o único que entrava da porta para dentro, era o bolo Rei. As filhós, os sonhos, as rabanadas, os bolos e pão-de-Ló eram feitos em casa e sempre com as mesmas marcas de sempre. De muitas, há uma que me lembro melhor…

A farinha Branca de Neve e Espiga nasceram em 1954, dentro da fábrica de farinha Lusitana que, desde os anos vinte, desenvolvia uma importante actividade industrial no fabrico de farinhas e afins. Situada em Alcains, distrito de Castelo Branco, e com polos comerciais e administrativos em Lisboa e no Porto é uma marca que acompanha os portugueses á gerações, fazendo parte da história da padaria e doçaria das donas de casa portuguesas.

Ao longo dos anos a marca não parou e este ano a marca não só renovou a sua imagem, mas também lançou novos produtos como os Azeites e Óleos Alimentares Espiga para complementar a sua vasta gama de produtos. Uma marca a ter em conta…

3 comentários:

Isa GT disse...

Faziam?
Ao ler o teu post, apesar de só ter meio século senti-me um dinossauro... é que aqui em casa não entram doces de Natal comprados fora... nem o bolo rei e, realmente, farinha é Nacional ou Branca de Neve lol
...bom... agora... vou ali... para a minha caverna pré-histórica ;)))

Bjos

Rogério Pereira disse...

Com o Natal ainda longe,
se não se importa,
hoje vou-me a essa farinha...
Farei "peixinhos da horta"

Polittikus disse...

@ ISA:
Infelizmente, para além da falta de tempo, já não há donas de casa como antigamente...